02 de dezembro de 2012

Ai Que Dúvida!

Apesar da compra do carro, e das coisas estarem indo bem no trabalho para mim e especialmente para o noivo, da metade dessa semana para cá foi um período em que me senti genuinamente triste e um pouco decepcionada com certas coisas que acontecem nesse ramo de casamentos.

Ai Que Dúvida!

Nesta jornada fiz ótimas amizades e uma delas foi de uma noivinha leitora do blog, que também está com o orçamento apertado e tem o sonho de fazer um casamento lindo, especial, dentro das suas possibilidade$. Nós resolvemos nos juntar e unir forças em busca de algum desconto para o nosso big day. De alguma forma achamos que isso funcionaria com um fornecedor em específico (que definitivamente estávamos animadas para contratar), principalmente depois que conhecemos uma outra noiva que também queria assinar contrato, mas estávamos enganadas.

A reunião aconteceu, e depois que fizemos um levantamento do resultado nos sentimos tão desprestigiadas com o tratamento que aquele profissional deu à situação que sinceramente me senti muito feliz de ainda não ter assinado o contrato. Sei não, parecia que éramos só mais uma e que ele estava nos fazendo o maior favor dando algum desconto, por mais insignificante que fosse. Fiquei tão frustrada que passei a procurar novas opções e ontem encontrei uma que fez o meu coração acelerar de um jeito… ui! O problema é que é beeeem mais caro. Talvez a qualidade seja beeeem melhor. Não sei.

Só sei que estou tristinha… de ontem pra hoje só consigo pensar nisso e em como o meu orçamento está limitado e como eu gostaria de ter aquele fornecedor e, no momento, não sei se posso. Em como estou chateada, magoada, com o que aconteceu essa semana… Será que compensa fazer um esforcinho maior?Vou continuar procurando e orar a Deus para que nos dê sabedoria para que possamos fazer a melhor escolha.

Desculpem pelo desabafo, e por não citar nomes, mas esse negócio já estava entalado e precisava sair de alguma forma.

Beijos, e até a próxima!

9 Comentários

  1. Jane Marie • em 2 de dezembro 2012

    Oi Jully, continue pesquisando e conversando com outras pessoas! Vc vai acabar encontrando uma saída. Todas nós de certa forma já passamos por decepções na busca de fornecedores, mas a gente sempre dá um jeito. Beijos!

  2. Casar é assim... • em 3 de dezembro 2012

    Oi Jully,

    Realmente alguns fornecedores não entendem que o casamento é a realização de um sonho…e tratam como mais um mesmo..Mas vc vai encontrar outros fornecedores que sabem quão importante esse dia é pra gente…e melhor, vc vai encontrar aquele que caiba no seu bolso =) Não desista de procurar!!

    beijos!!

  3. Sabrina Mix • em 3 de dezembro 2012

    Oi, Jully!

    Palavra de casadinha: se for fotografia, vale a pena se enforcar um pouquinho.

    O resto sempre dá pra encontrar um outro fornecedor que faça o serviço tão bom quanto aquele que você estava pensando em contratar e que, evidentemente, está precisando de um curso de “Como tratar seus clientes”.

    Beijos e sucesso!!!

  4. Natália Lopes • em 3 de dezembro 2012

    Jully,

    Estou nessa luta também de há vários meses de baixar orçamento, sem baixar qualidade. E vou ser bem direta contigo: ALBERES DIAS é o cara! BBB!! procure no face e mande email(ele so responde por email). PERFEITO!

    Bjs e Deus continue te abençoando!

  5. Priscilla • em 3 de dezembro 2012

    Acho que vc pode continuar procurando e conversando pra ver se acha algo mais em conta… Mas se não achar, feche com o que vc confiou… acho que vale a pena sim!
    Bjs =^.^=

  6. Thayná • em 4 de dezembro 2012

    Infelizmente alguns fornecedores tratam nosso sonho como negócio e isso é terrível mesmo flor, mas não desanima. Continua procurando um que seja bom e que caiba no seu bolso, vou orar por você pra Deus te ajudar também! :D

    Fica com Deus! :*

    • Thayná • em 4 de dezembro 2012

      Ah, e respondendo sua pergunta: vou me casar no Cabo de Santo Agostinho! ;)

  7. Babi Nunn • em 5 de dezembro 2012

    Eu sei exatamente o que você está sentindo. Passei por isso com a minha decoração. Eu tinha um orçamento limitado e não aceitava dar “jeitinho” e ficar endividada pós-casamento. Resultado, fechei a decoração no mês do casamento. Pensa na minha aflição.
    Mas olhando para trás e, agora de fora dessa situação, percebo que Deus estava me encaminhando para o caminho certo. Eu já tinha o valor total que queria gastar e passei o ano inteiro com esse dinheiro na poupança . No final, o rendimento dele me permitiu ter umas coisinhas a mais no casamento. Além disso, senti tanta firmeza na profissional que entreguei nas mãos dela e saiu uma festa linda!
    Fica triste não, entrega nas mãos de Deus e persista na sua busca.
    A hora certa de bater o martelo vai chegar e você vai fazer com uma certeza incrível.
    beijossss

  8. Danielle • em 14 de dezembro 2012

    Pior é que muitos nos pegam pela emoção, mas acho que temos que em muitos casos agir com a razão, procurar muito, pesquisar e fazer tudo dentro das nossas possibilidades. Penso em fazer o melhor que eu puder, trabalho muito pra isso, às vezes fico triste porque queria fazer mais, fazer melhor, mais bonito…só que infelizmente não posso e não acho que valha a pena ficar com dívidas. Bom é curtir esse momento e nos sentirmos muito, mas muito feliz com o pouco ou muito que podemos fazer.

Deixe seu comentário

Os comentários serão moderados.

Siga no instagram @noivadodiaoficial

Juliana Nascimento
Ju Nascimento

Sou a Ju Nascimento, workaholic, advogada, rumo ao quarto ano de casada com meus 28 anos bem vividos (apesar de me considerar uma eterna noivinha). Enquanto algumas mulheres são viciadas em bolsas, sapatos, roupas, esmaltes e cartão de crédito, eu sou completamente viciada em casamentos! LEIA MAIS