29 de novembro de 2017

Como obter o certificado de vacinação internacional contra febre amarela

Devido ao surto recente de febre amarela no Brasil, muitos países passaram a exigir um documento chamado Certificado de Vacinação Internacional e Profilaxia, ou CVIP, ao receber visitantes brasileiros. Esse certificado é exigido para todos os viajantes acima de nove meses de idade procedentes do Brasil e viajantes que fizerem conexão por mais de 12 horas.

É muito comum pessoas perderem a viagem por esquecer de tomar a vacina 10 dias antes do embarque ou da emissão do certificado.

Antigamente você se vacinava contra febre amarela de 10 em 10 anos, mas desde julho de 2016 a Organização Mundial da Saúde (OMS) determinou que a vacina tem validade vitalícia, ou seja, quem já se vacinou uma uma vez, não precisa se vacinar nunca mais.

[Fui informada no posto de saúde que, aparentemente, algumas pessoas que tomaram mais de uma dose da vacina começaram a apresentar problemas neurológicos e a descoberta orientou essa nova determinação da OMS, além de sérias recomendações do posto contra outras doses para pessoas já vacinadas mas que não encontraram o comprovante de vacinação.]

Clique aqui para conferir a lista de Países que exigem o Certificado de Vacinação Internacional . Nos casos em que a vacinação ou a profilaxia for contraindicada o viajante precisará obter junto ao médico um Atestado de Isenção de Vacinação.

Durante minha conexão em Madri fiz vários stories explicando como obter o certificado, mas como o vídeo só dura 24h e muita gente tem dúvida sobre o assunto, decidi fazer esse post para ajudar!

Primeiro passo – Tomar a vacina contra febre amarela

Como agora a dose é vitalícia, se em algum momento da vida você foi vacinado contra febre amarela, separe seu cartão de vacinação e pule para o segundo passo. Se você ainda não tomou, tá na hora de providenciar!

Nos postos de saúde municipais e estaduais você consegue tomar a vacina gratuitamente. Não precisa marcar hora. Leve o seu cartão de vacina e um documento com foto.

Alguns postos também emitem o CVIP, mas essa não é a regra geral.

Caso você tenha perdido seu cartão de vacina, solicite um novo no posto de saúde. E caso você já tenha tomado a vacina, mas tenha perdido o cartão ou o comprovante de vacinação, uma orientação que me deram foi procurar a escola onde você estudou – algumas exigem o cartãozinho de vacinas do aluno na hora da matrícula!

Segundo passo – Emitir o Certificado Internacional

O Certificado de Vacinação Internacional é emitido gratuitamente pela ANVISA. Eles recomendam que você faça o cadastro no site para agilizar o atendimento (clique em “cadastrar novo” para fazer o seu cadastro), muito embora lá no Aeroporto eu consegui emitir o meu sem me cadastrar.

Você precisa levar um documento com foto, o comprovante da vacina e a emissão do certificado é feita na hora. Neste link você encontra a lista dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante que fazem a emissão. Vale lembrar que alguns centros aceitam o comprovante da vacina por foto, desde que a informação do lote esteja legível.

É isso!!! Espero que as dicas tenham sido úteis e que você faça uma excelente viagem!

 

Confira também:

Lua de Mel | Como Tirar o Passarporte

Deixe seu comentário

Os comentários serão moderados.

Siga no instagram @noivadodiaoficial

Juliana Nascimento
Ju Nascimento

Sou a Ju Nascimento, workaholic, advogada, rumo ao quarto ano de casada com meus 28 anos bem vividos (apesar de me considerar uma eterna noivinha). Enquanto algumas mulheres são viciadas em bolsas, sapatos, roupas, esmaltes e cartão de crédito, eu sou completamente viciada em casamentos! LEIA MAIS